Prefeitura Municipal de Tijucas

(48) 3263-8100

34 casos de dengue são confirmados em Tijucas

22/04/2020 11:22

Na manhã desta quarta-feira (22) a Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde de Tijucas, divulgou dados atualizados sobre a dengue no município. O número total de casos confirmados da doença aumentou de 17 para 34 em uma semana, já que os últimos dados foram divulgados no dia 14 de abril.

O relatório revela ainda que Tijucas tem 36 focos positivos do mosquito: 32 em armadilhas e 04 em residências. Os locais de proliferação se espalham por quase toda a cidade, desde o Centro até os bairros Praça, Areias, Universitários, XV de Novembro, Joáia e Nova Descoberta.

De acordo com o secretário de Saúde, Vilson José Porcincula, a falta de conscientização das pessoas quanto aos cuidados de prevenção ainda é um grande problema. “Até agora temos 70 notificações e 34 casos confirmados. Isso é preocupante sim! Precisamos do apoio da população para acabar com o mosquito transmissor. Por isso, limpe sua residência, verifique se tem caixa d’água sem tampa, latinhas de cerveja, até uma simples tampa de refrigerante pode acumular água limpa e se tornar um local de contaminação”, explica do secretário.

Combate

Diante deste cenário, a Administração Municipal vem buscando alternativas para conter o mosquito Aedes Aegypti. O município está em fase de contratação, por licitação, de uma empresa para realizar uma aplicação de larvicida à base de Diflubenzuron 25% por Atomização Veicular UBV Aerossol a Frio em todo perímetro urbano do município e, aplicação de larvicida à base de Diflubenzuron 25% por Atomização UBV Costal nos imóveis localizados em áreas confirmadas de focos de larvas do mosquito Aedes Aegypti.

O Programa Municipal de Controle à Dengue do município de Tijucas continua com as suas ações de prevenção e informação. Os Agentes de Endemias tiram dúvidas da população e verificam as denúncias que recebem de áreas com possíveis criadouros. Da mesma forma, as atividades rotineiras continuam sendo realizadas, tais como: verificação de armadilhas, Pesquisa Vetorial Especial (PVE), Pontos Estratégicos (PE) e Delimitação de Foco (DF).

Além disso, a ação conta com a colaboração das Agentes Comunitárias de Saúde no tratamento realizado de casa em casa em áreas de foco. Segundo Idarleni Daroci, responsável pela Vigilância em Saúde de Tijucas, as agentes comunitárias serão de suma importância. “Estamos editando um check-list, que será um guia para as Agentes Comunitárias de Saúde nas visitas preventivas durante a rotina das atividades delas”, informa Idarlene.

Uma das grandes preocupações da Secretaria de Saúde neste momento é com os terrenos baldios que estão sujos e servem de criadouros para o mosquito. Apesar de muitos deles receberem limpeza, em questão de horas o local volta a ser ponto de descarte inadequado de lixo.

“A falta de conscientização e a incredulidade das pessoas é alarmante. Por mais que se fale repetidamente, continuam não tendo cuidado com a limpeza, nem com caixa d’água descoberta, calhas e outros depósitos de água limpa parada dentro dos seus quintais”, conclui o secretário de Saúde, Vilson José Porcíncula.

Texto: Patrícia Ferreira | Arte: Larissa Souza

© 2020. Prefeitura Municipal de Tijucas
- Santa Catarina - Brasil