Alunos da rede municipal participam de palestra sobre autoconhecimento

17/08/2017 12:34

Na manhã desta quinta-feira (17), alunos do sexto ao nono ano das escolas municipais Ondina Maria Dias, Walter Vicente Gomes e Santa Terezinha participaram de uma palestra com o tema “Autopercepção e comunicação objetiva”, ministrada pelo Juiz de Paz da Comarca de Tijucas, Eduardo Martins dos Santos, no Anfiteatro Leda Regina de Souza. A palestra integra a programação do Programa Saúde na Escola (PSE).

Durante a conversa, Eduardo abordou a importância do autoconhecimento, da objetividade da comunicação entre as pessoas, caracterizada, no âmbito do Direito, pela busca pela conciliação entre as partes. O Juiz de Paz provocou os estudantes a pensarem no que eles compartilham ou não e de que maneira o fazem, analisando a maneira com que se relacionam consigo mesmos e com o mundo à sua volta.

Eduardo afirma que conhecer-se e desenvolver habilidades de conviver harmoniosamente em sociedade é de suma importância. Isso evita, por exemplo, que o sujeito busque por drogas psicoativas, como possível alternativa para uma vida infeliz. Na palestra, ele faz uso de uma “abordagem preventiva, que observa os problemas do indivíduo de dentro para fora, tentando identificar disfunções que podem levar a pessoa a esse caminho”.

Consciente das suas dificuldades e dos problemas que enfrenta consigo e com o outro, o adolescente passa a ser capaz de “se vigiar e perceber esses desvios”, ressalta.

O Programa Saúde na Escola (PSE)

PSE é um programa do Ministério da Saúde, que a Prefeitura Municipal de Tijucas, através da Secretaria Municipal de Saúde adota. Ao longo do ano, algumas ações, desenvolvidas em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, têm sido realizadas nas escolas do município. Já foram feitas palestras sobre cultura de paz e direitos humanos, hanseníase, DST/Aids, bullying e avaliação antropométrica dos alunos e devolutiva desta aos pais.

Andreia Agripo da Silva e Silva, fonoaudióloga e coordenadora do PSE em Tijucas, fala da importância de levar o conhecimento sobre saúde para as escolas. “O que antes ficava restrito à área da saúde, estamos levando para as escolas. Assim os alunos vão aprendendo a identificar e prevenir doenças”, observa.

Além de levar conhecimento às unidades escolares, através do programa existe a preocupação de capacitar os profissionais da saúde. Um exemplo é a capacitação em higiene bucal, ministrada para os Agentes Comunitários de Saúde, que serão responsáveis por transmitir esse conhecimento aos alunos da rede municipal de educação ao longo do projeto. Além desta, até o fim do ano mais ações serão desenvolvidas através do programa.

(Texto: Thiago Furtado (Estagiário da Diretoria de Comunicação) | Fotos: PSE e Larissa Souza)