Defesa Civil de Tijucas está em estado de atenção

01/06/2017 15:29

Em reunião com o prefeito de Tijucas, professor Eloi Mariano Rocha, na manhã desta quinta-feira (1), a coordenadora da Defesa Civil Municipal, Sheila Dias, afirmou que diante do grande volume de chuvas registrado nos últimos dias e dos problemas enfrentados por diversos municípios da região, a defesa civil está em estado de atenção, porém, neste momento a situação é estável em Tijucas.

Segundo a coordenadora, na última madrugada, de acordo com medição da régua digital em São João Batista, o nível do Rio Tijucas chegou à altura de 5,10m. “Estivemos bem próximos do limite, afinal, a situação se agrava quando o nível do rio passa de 6m. No entanto, o rio teve boa vazão e com a estiagem desta quinta-feira o quadro ficou menos alarmante”, diz. Ela ainda explica que a Defesa Civil de Santa Catarina instalou esta régua digital em São João Batista por ser o ponto de referência para o Vale e que por isso, a antiga régua utilizada em Tijucas está em desuso.

O estado de atenção, no entanto, permanece já que para os próximos dias é  previsto tempo instável com vento e mais chuva. “A previsão dos meteorologistas é de rajadas fortes de vento e mar agitado em todo o litoral catarinense, por isso, é preciso que todos permaneçam atentos”, diz a coordenadora.

O prefeito afirma que tanto a Defesa Civil como toda a administração municipal terão atenção redobrada nos próximos dias. "No início do ano elaboramos um plano de contingência para o município e por isso já temos definidas algumas estratégias de emergência para casos como este. Mesmo assim, é preciso estarmos todos em alerta para evitar maiores transtornos à nossa população", disse.

MONITORAMENTO

Na madrugada desta quinta-feira (1) e também durante toda a manhã, a coordenadora da Defesa Civil de Tijucas manteve o monitoramento de todas as áreas da cidade e vistoriou os pontos mais críticos. “Estivemos nos bairros Praça, Areias, Joaia, mantivemos contato com pessoas do interior e estamos com todas as áreas sem maiores riscos. Felizmente até o momento não foi registrada nenhuma ocorrência grave por conta das chuvas”, explica a coordenadora.

Saiba mais sobre a Defesa Civil aqui.

(Texto: Karina Peixoto Silva | Fotos: Larissa Souza)