Prefeitura Municipal de Tijucas

(48) 3263-8100

Educação garante merenda escolar de qualidade aos alunos da rede pública

20/03/2019 7:52

“Sim”! Essa foi a resposta unânime dos alunos do Centro de Educação Infantil Professor Manoel dos Anjos, no centro de Tijucas, quando a professora perguntou se eles gostavam da merenda servida. Assim como nesse CEI, quase 5 mil alunos recebem a merenda diariamente nas 26 instituições de ensino que compõem a rede municipal de ensino.

“Nós cuidamos de todos os detalhes! Higiene, uso de luvas e touca, validade e procedência dos alimentos; enfim tudo! Cuidamos também para preparar a alimentação na hora e servir a comida ainda quentinha. Seguimos o cardápio organizado pela nutricionista à risca. Tem uma aluna que até me chama de vó”, conta a merendeira Marli Costa, sorrindo.

A Secretaria da Educação de Tijucas tem investido em constantes melhorias e adequações no cardápio da merenda escolar para que as refeições servidas sejam saudáveis, equilibradas, saborosas e contenham todos os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento das crianças e jovens estudantes do município. Eles estão até recebendo acompanhamento nutricional e agora a maioria dos alimentos são orgânicos.

“A nutricionista Graziely Motter Possamai cuida do cardápio de cada escola e dependendo da idade da criança o cardápio vai se adaptando. Ele sofre alterações dependendo das estações do ano: no verão incorporamos mais frutas e no inverno acrescentamos mais verduras nas sopas. Em casos específicos, como diabetes ou outros tipos de doenças, o cardápio sofre modificação também”, explica Vanessa Carvalho da Silva, também nutricionista da educação.

Uma das preocupações da secretária Neide Reis é com a qualidade na alimentação escolar. “Sabemos que para ter um bom desempenho escolar as crianças precisam estar bem nutridas. Por isso, sempre trabalhamos para oferecer tudo do bom e do melhor no que diz respeito à alimentação aos nossos alunos”, destacou.

De onde vêm os orgânicos?

A Secretaria de Educação do município também ressalta a importância de consumir alimentos orgânicos, aqueles produzidos em um modelo no qual o cultivo dispensa o uso de químicas, por isso, são considerados mais saudáveis para o meio ambiente e para a alimentação humana.Os alimentos orgânicos provêm de sistemas agrícolas baseados em processos naturais, que evitam agredir o solo e eliminam o uso de agrotóxicos e fertilizantes na colheita.

As técnicas usadas para se obter o produto orgânico incluem emprego de composto orgânico para adubação e manejo de culturas - em que uma planta auxilia no desenvolvimento de outra ou prepara o solo para uma safra posterior. Em uma visita à produtora rural Noeli Pinheiro, que distribui Alecrim, Ora-pro-nóbis, Couve, Berinjela, Pepino, Alface e Açafrão para quase todas as escolas da cidade, as nutricionistas puderam acompanhar de perto o trabalho do Sítio Flora Bioativas, que produz apenas orgânicos.

“Doenças podem ser evitadas com o consumo de alimentos orgânicos. Sabemos que o ser humano está cada dia mais doente e a maior parte é por causa da alimentação errada. Com esse tipo de alimentação na merenda, pelo menos a metade do dia essa criança estará consumindo um alimento seguro que trará benefícios para a saúde dela. As famílias não precisam esperar a doença aparecer, para depois mudar o paladar. Devem prevenir e não tratar depois”, destaca a produtora.

Incluído no cardápio

O ora-pro-nóbis é uma hortaliça rica em vitaminas e com alto teor proteico, características que não se perdem mesmo quando a planta é desidratada. As folhas em forma de lança são ricas em propriedades oxidantes, vitaminas e proteínas. Apresentam 25% de valor proteico, sendo superior a alguns vegetais como, por exemplo, o espinafre, que tem o teor de 2,2%.

Desde fevereiro, as escolas do município estão consumindo a hortaliça, que é incluída de forma suave nos pratos preparados: em sopas, omeletes, pães, tortas e até no suco. Ela também é rica em vitamina C, possuindo um teor superior ao da laranja, sendo assim uma ótima opção para fortalecer o sistema imunológico.

“Essa hortaliça oferece muitos benefícios para a saúde, com a alta presença de proteínas e de mucilagem, um tipo de fibra que melhora o funcionamento do intestino, além de oferecer aminoácidos essenciais. Se a criança tem anemia, desnutrição ou depressão, essa planta vai auxiliá-la”, explica a produtora rural.

Texto: Patrícia Ferreira | Colaboração: Maria Luíza de Moraes (Educação) | Fotos: Arquivo PMT e Secretaria de Educação

© 2019. Prefeitura Municipal de Tijucas
- Santa Catarina - Brasil