Samae esclarece e orienta comunidade sobre problemas com transbordamento de esgoto

02/02/2017 12:20

Em alguns pontos de Tijucas a comunidade tem reclamado de transbordamentos de esgoto a partir das novas tubulações instaladas pelo sistema de saneamento. De acordo com o Samae o problema está sendo ocasionado, entre outros motivos, por falta de orientação aos moradores que, na maioria dos casos, acabam abrindo as tampas de esgoto a fim de escoar a água da chuva que fica acumulada em terrenos e ruas.

Esta prática já foi flagrada por diversas vezes pela equipe do Samae nos bairros Universitário, Centro e XV de Novembro. 

Segundo o Samae, com o alto volume de chuvas dos últimos dias, alguns moradores resolveram abrir e quebrar as tampas das esperas do esgoto nas calçadas e terrenos baldios para escoar a água da chuva acumulada sobre uma rua que, provavelmente, não tem um sistema adequado de drenagem.

O que acontece nesses casos? Ao abrir as tampas, a rede e as elevatórias de esgoto ficam totalmente sobrecarregadas e com isso há o transbordamento de esgoto pelas tampas nas ruas (Poço de Visita/Inspeção - PV) e esperas nas calçadas. Este procedimento pode prejudicar a saúde das pessoas e afetar a qualidade de vida de nossa cidade. A Estação de Tratamento, inaugurada recentemente para tratar apenas esgoto, acabou recebendo um grande volume de água da chuva, prejudicando assim a sua capacidade de tratamento.

Por isso, o Samae pede à população que não abra, de forma alguma, nenhuma das tampas de esgoto do SAMAE. Além disso, o Samae também está avaliando possíveis problemas de implantação do projeto do sistema de saneamento e tomando as devidas providências para que sejam resolvidos o quanto antes. A empresa responsável pela obra já está sendo acionada pelo Samae para dar os devidos esclarecimentos.

Lembre-se: ÁGUA DA CHUVA NÃO PODE IR PARA O SISTEMA DE ESGOTO SANITÁRIO.

(Texto: Karina Peixoto Silva | Imagem: Ilustração Saneamento)